Pastor ex-viciado em pornografia cria ministério on-line (GospelMais)

Dois anos atrás, o mundo de Jeff e Marsha Fisher desabou depois que seus líderes denominacionais descobriram que Jeff estava viciado em pornografia. Jeff, que era pastor de uma igreja plantada na cidade de Buffalo, teve de deixar seu cargo, e eles se mudaram com seus dois filhos novos de Buffalo para Raleigh.

Agora, eles estão usando sua experiência para a glória de Deus por meio de um ministério online chamado Porn to Purity, onde eles dão testemunho de suas contínuas lutas por meio de um blog e podcasts.

Cerca de um ano depois de plantar uma igreja, Jeff foi confrontado pelo diretor do escritório denominacional local e o pastor da igreja que estava ajudando a patrocinar o plantio, disse ele aos ouvintes num podcast. “Eles tinham uma pasta cheia de sites questionáveis que eu havia pesquisado enquanto estava só no escritório”, recorda ele. “Foi uma intervenção”.

Marsha sabia das lutas de Jeff com a pornografia, e já lhe tinha dado uma segunda chance, mas depois dessa descoberta, Jeff disse para LifeSiteNews.com (LSN), ela “ficou compreensivelmente muito irada comigo”.

Mas, em vez de fazê-lo dormir no sofá ou abandoná-lo, Marsha acabou escolhendo acolher Jeff. “Deus realmente tocou minha esposa e depois de algumas semanas”, disse ele para LSN, “ela viu quanto eu estava sofrendo, e viu como estávamos sendo tratados por nossos mentores e líderes e sentiu compaixão de mim… Eu diria, em algum ponto… cerca de dois meses, ela veio até mim e disse que percebia que esse não era apenas problema meu. Esse era nosso problema”.

“Pense nisso como problema de ‘uma só carne’”, Marsha diz aos ouvintes num podcast. “O Senhor em seu amor me deu a capacidade de ver o problema de pornografia de Jeff como NOSSO problema de casamento”.

“Marsha me acolheu em seus braços”, Jeff disse para LSN. “Sei que uma das coisas que a motivaram foi que ela não queria que nós fôssemos um desses fracassos. Ela não queria que fôssemos uma dessas estatísticas de um casamento que não funcionou. Assim nós dois tivemos de procurar aconselhamos e tivemos de lidar com o choque disso”.

Os Fishers postaram uma lista de estatísticas sobre pornografia em seu site, que revela que a pornografia é um problema geral na Igreja. De acordo com ChristiaNet, por exemplo, 50% de todos os homens cristãos e 20% de todas as mulheres cristãs são viciados em pornografia. E de acordo com Pastors.com, 54% dos pastores entrevistados tinham visto pornografia na internet no ano passado, e 30% nos últimos 30 dias.

Depois da intervenção de seus líderes, Jeff percebeu que tinha de lidar com seu vício de um jeito mais profundo. “Eu tinha de começar a reconhecer a profundidade do problema”, ele disse para LSN. “Precisamos ir além da mera atitude de fazer algo diferente ao usar o computador ou fazer algo diferente com as mãos… Tínhamos de lidar com o vício pornográfico de um jeito mais profundo”.

“Tive de começar a praticar a verdade”, ele disse. “Eu vinha encobrindo o vício… Eu precisava começar a ter uma rede de pessoas com as quais eu poderia conversar sobre isso. Tudo começou quando eu estava conversando com os conselheiros e então liguei para meu melhor amigo, que não sabia de nada, e lhe confessei tudo, e o que aconteceu. E ele é um desses amigos… que disse, sabe, ‘Jeff, sou um bom amigo, e vamos lidar com isso’. Por pelo menos no primeiro mês, ele e eu conversávamos diariamente… Já se passaram quase dois anos, e ainda conversamos pelo menos duas vezes por semana”.

Jeff crê que as igrejas não estão lidando com o vício de pornografia o suficiente. “Nos círculos cristãos, não é algo sobre o qual se converse. Todos fazem silêncio”, disse ele. “A maioria das pregações que ouvi relacionadas à pornografia são muito condenadoras, no sentido de: ‘Se você está envolvido nisso, então envergonhe-se. Um cristão não faria isso’. Eu simplesmente acho que essa é a abordagem errada”.

“Uma das coisas que Marsha e eu tínhamos a intenção de fazer quando começamos nosso site era, queremos conversar sobre isso”, disse ele. “Toda vez que damos nosso testemunho, as pessoas respondem, e as pessoas sentem que não estão sozinhas. Penso que as pessoas que estão no vício pornográfico sentem que estão sozinhas… Uma mensagem que as igrejas precisam transmitir é que esse é um problema real na sociedade. Não é o que Deus quer para nós, e eis o jeito de lidar com isso”.

Além disso, “os pais têm de criar um ambiente seguro em que seus filhos sintam que… podem se aproximar para conversar com eles”, disse Jeff. “Havia uma ausência em minha família e na família de Marsha sobre conversar acerca de coisas sexuais”.

Os Fishers já começaram a abrir diálogo com seus filhos. Jeff disse que eles começaram a falar sobre os riscos do uso da internet com sua filha de nove anos. “Penso que temos de dizer que… há coisas ruins lá fora”, disse ele, “e coisas como fotos com nudez, e… provavelmente você as verá. Venha conversar com a mamãe e com o papai e avise-nos imediatamente. E não vamos culpar você. Você não será castigada por isso”. Jeff disse para LSN que ele até modelou sua conduta dizendo para sua esposa e filhos quando ele acidentalmente vê imagens pornográficas online.

Jeff e Marsha querem que as pessoas que estão lutando para sair da pornografia tenham acesso aos recursos de que precisam para conquistar seu vício. Além do blog e dos podcasts deles, eles têm uma lista com vários recursos no seu site.

>Ver artigo original.

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Comentarios:

AlphaOmega Captcha Classica  –  Enter Security Code
     
 

*