Criador de site de pornografia de vingança é condenado a 20 anos de prisão (Jornal O Globo)

RIO — Em dezembro de 2012, Kevin Bollaert, desenvolvedor de 28 anos, natural de San Diego, na Califórnia, criou o site UGotPosted.com, que incentivava homens a publicarem imagens íntimas de ex-namoradas como forma de vingança, com informações pessoais e links para perfis em redes sociais. Ele também mantinha a página ChangeMyReputation.com, que cobrava até US$ 350 para que as fotografias fossem retiradas. Ambos os endereços foram retirados do ar no ano seguinte, mas já tinham afetado mais de 10 mil pessoas, a maioria mulheres. Em dezembro de 2013, o jovem foi preso e, nesta segunda-feira, ele foi condenado a 20 anos de detenção.

— Isso é, em essência, a chantagem do século XXI — disse a promotora Tawnya Austin, durante o julgamento na semana passada, informa o “Washington Post”.

No caso sem precedentes, Bollaert foi considerado culpado por roubo de identidade e extorsão, sob a lei aprovada na Califórnia em outubro de 2013, que criminaliza a pornografia de vingança.

— Eu não acho que cometi um crime — disse Bollaert, logo após ser acusado. — Eu entendo que muitas pessoas ficaram chateadas e machucadas com o que poderia acontecer.

Em entrevista à CNN em 2013, uma das vítima contou o seu sofrimento. Uma mulher de 20 anos, moradora de Reno, em Nevada, disse ter ficado “chocada” após encontrar suas imagens na internet.

— Sou eu, é a minha nudez pessoal, e todo mundo pode ver agora — disse a jovem que preferiu não se identificar.

O advogado de Bollaert argumentou que seu cliente é apenas um desenvolvedor de páginas de internet e não pode ser responsável pelo conteúdo postado por terceiros. Tecnicamente, a lei contra a pornografia de vingança se aplica apenas contra a pessoa que tirou a foto, não a quem redistribuiu.

Apesar disso, ele foi condenado em 21 ações por roubo de identidade e em outras seis, por extorsão. Bollaert não é a primeira pessoa condenada com base na nova lei. Em dezembro do ano passado, um homem foi sentenciado a um ano de prisão por postar fotos de sua ex-namorada nua na página do Facebook do trabalho dela. Entretanto, Bollaert é o primeiro operador preso.

Na semana passada, a Comissão Federal de Comércio dos EUA deu outro golpe contra operadores de sites de pornografia de vingança. Craig Brittain, criador do IsAnybodyDown, foi proibido de publicar na internet vídeos e imagens de pessoas nuas sem o consentimento expresso e obrigado a destruir todas as imagens íntimas e informações pessoais que coletou enquanto a pagina esteve no ar.

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Comentarios:

AlphaOmega Captcha Classica  –  Enter Security Code
     
 

*