Pornografia pode ser incentivo à violência contra mulheres (Notícias Adventistas, VIDEO)

Brasília, DF … [ASN] A temática geral do projeto Quebrando o Silêncio é o combate à violência doméstica, ou seja, praticamente contra crianças, mulheres e idosos. E em 2015 os organizadores do projeto resolveram enfatizar a relação da violência com a pornografia.

Alguns vídeos, inclusive, foram produzidos esse ano para o projeto em que a ideia é mostrar que a pornografia pode, muitas vezes, ser realizada virtualmente, mas os riscos para a vida são reais. Em um deles, um homem “se perde” em um labirinto ao ser atraído por imagens impróprias.

A professora de Sociologia e de Gênero da Faculdade Wheelock, em Boston, nos Estados Unidos, Gail Dines afirmou, em uma entrevista, que pode existir, sim, uma relação entre os dois assuntos, especialmente no que diz respeito à violência cometida contra as mulheres. Conforme a estudiosa, “ a pornografia cria um mundo onde a brutalidade sexual é legitimada e até celebrada. Nesse mundo, não importa quão cruelmente você trata uma mulher, ela ama e implora por mais. Em nenhum momento diz não. Ela está sempre disponível para qualquer homem e fará o que ele quiser. As mulheres existem para serem usadas e abusadas e depois jogadas fora porque há muito mais de onde elas vieram. É um mundo sem empatia, compaixão, conexão ou intimidade”.

E essa problemática pode surgir mais cedo. Chloe Combi, autora do livro Generation Z: Their voices, their lives (algo como Geração Z: suas vozes, suas vidas), conversou durante dois anos com centenas de jovens de realidades diferentes no Reino Unido e constatou casos que envolvem, no contato desse público com a Internet, episódios de pornografia pesada, vídeos violentos e até incentivo ao suicídio.

O que ela observou tem relação com o que constataram pesquisadores da University College London, na Inglaterra. Eles analisaram dados de meninas entre 11 e 13 anos e acreditam que o aumento no número das que sofrem de problemas emocionais, como a ansiedade, pode estar ligado ao estresse causado por ver imagens de mulheres retratadas como objetos sexuais nas redes sociais e sites.

O site oficial do projeto é www.quebrandoosilencio.com.br, mas outras informações também podem ser vistas clicando aqui. [Equipe ASN, da redação com informações do Portal Terra]

Veja, também, o posicionamento adventista oficial sobre a violência doméstica:

>Ver artigo original.

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Comentarios:

AlphaOmega Captcha Classica  –  Enter Security Code
     
 

*