Qual o Problema com a Pornografia?
(Hank Hanegraaff)

hanegraaff

Imagens sexualmente explícitas estão disponíveis ao clique de um mouse. Conseqüentemente, a pornografia se tornou uma epidemia. Como Joe Dallas observou apropriadamente, a pornografia não é somente um vício escravizador e uma violação do pacto de casamento, mas um precursor de práticas sexuais crescentemente perigosas e degradantes.

Primeiro, a pornografia é um comportamento vicioso que escraviza a mente e condições de uma pessoa, fazendo-a ver os outros como meros objetos de autogratificação. Como tal, nosso Senhor nos adverte para vigiar nossos olhos: “Os olhos são a candeia do corpo. Se os seus olhos forem bons, todo o seu corpo será cheio de luz. Mas se os seus olhos forem maus, todo o seu corpo será cheio de trevas. Portanto, se a luz que está dentro de você são trevas, que tremendas trevas são!” (Mateus 6:22-23, NVI).

Além do mais, a pornografia quebra o laço sagrado do matrimônio e, como tal, rompe a própria estrutura da sociedade. Além disso, quando imagens pornográficas são usadas para satisfazer desejos sexuais, o cônjuge é defraudado. No Sermão sobre o Monte, Jesus igualou moralmente as cobiças visuais com as relações sexuais extra-maritais (Mateus 5:28).

Finalmente, assim como a marijuana [maconha] é um precursor para experimentar substâncias ainda mais perigosas, assim a pornografia freqüentemente leva a comportamentos sexuais crescentemente degradantes. Diz Tiago: “Mas cada um é tentado, quando atraído e engodado pela sua própria concupiscência. Depois, havendo a concupiscência concebido, dá à luz o pecado; e o pecado, sendo consumado, gera a morte” (Tiago 1:14-15).

Felizmente, até um forte vício em pornografia pode ser sobrepujado tomando-se certos passos práticos para remover a tentação, estabelecendo uma estrutura de prestação de contas, e vestindo toda a armadura de Deus (Efésios 6:10-20). A cobertura descrita na Escritura como toda a armadura de Deus é uma barreira impenetrável contra a qual os dados inflamados do maligno são impotentes. Quando estamos revestidos dessa cobertura, somos invencíveis. Quando não, somos apenas peões de xadrez nos esquemas do malévolo.

>Ver artigo original.

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Comentarios:

AlphaOmega Captcha Classica  –  Enter Security Code
     
 

*