8 reais razões pelas quais os homens traem suas esposas (familia.com.br)

8 reais razões pelas quais os homens traem suas esposas

Um caso costumava ser considerado um encontro sexual físico e real entre as pessoas. Hoje, no entanto, pode-se enganar o cônjuge a partir do conforto da sala de estar.

A infidelidade parece diferente hoje do que em meados dos anos 90 quando ainda um caso era considerado um encontro sexual físico real entre as pessoas. Hoje, porém, a infidelidade está nos olhos de quem vê. Às vezes, literalmente.

A Internet abriu um mundo de oportunidades para o cavalheiro que está buscando alguém. O aumento no uso de mídias sociais aumentou as chances ainda mais. Agora, não só a pornografia fica prontamente disponível, mas você pode ter a mulher dos seus sonhos via webcam para algo um pouco mais próximo e mais pessoal.

Com encontros no Facebook, salas de bate-papo envolventes e pornografia praticamente voluntária, muitos homens podem dar uma pausa rápida em seu relacionamento por uma hora, a partir do conforto da sua sala de estar.

Tal comportamento não aparece no radar do cônjuge. Uma pesquisa recente do HuffPost / YouGov diz que 85 por cento das mulheres e 74 por cento dos homens consideram tal atividade on-line como traição.

Stephanie Nolasco em “Será que sexo virtual é traição? Qual a opinião dos especialistas?”, Comentou em um escândalo político recente:

“O (candidato político) é casado e admitiu ter tido sexo virtual com um número de mulheres, mas negou ter tido qualquer contato físico com elas. Alguns dizem que esse tipo de comportamento, enquanto alarmante, não equivale a uma traição.”

Os “alguns” no caso deve ser apenas a publicista acima.

“Eu não tive relações sexuais com essa mulher”, disse outro funcionário eleito, no auge de alegações de impropriedade, enquanto estava no exercício da função. Seu texto foi escrito por profissionais da lei muito bem pagos.

Deixando de lado as especificidades de atos sexuais para outra conversa, o que é trair? O sexo virtual é considerado infidelidade? Que tal provocar um pouco; é traição? Tente ouvir a canção “Escape” (The Piña colada song). O homem responde a um anúncio no jornal, marca um encontro em um restaurante mais tarde e surpreso vê que é a própria namorada. Que bonito! É traição?

Robert Weiss, LCSW, gosta de dar um pequeno lembrete para o cavalheiro que quer dar um pulinho fora de seu relacionamento sem pular a cerca fisicamente.

“Quando um homem faz um voto de monogamia a um cônjuge ou coisa assim e, em seguida, quebra esse voto, é uma violação de um contrato de relacionamento. Eu discuto com eles a ideia de que a infidelidade não é definida por qualquer ato específico (sexual ou de outra forma), mas sim pela manutenção de segredos em um relacionamento íntimo.”

Breve história – à exceção de um punhado de políticos, as pessoas geralmente caracterizam sexo virtual e pornografia como traição. Então, por que os homens comprometidos em uma relação o fazem?

1. Porque esse homem casado nunca teve a intenção de ser fiel em primeiro lugar.

As palavras envolvidas na cerimônia de compromisso não passam de meras palavras para ele. Deliberadamente ou não, ele engana sua parceira. Talvez seu pai tenha sido um mulherengo. Ou talvez ele só minta.

2. É a chamada “Dissonância Cognitiva dos infiéis” apoiando sua cabeça subjetiva.

O homem separa, com sucesso, o que ele é do que ele faz. Ele se considera bom, e faz algo de ruim (fraude) por uma boa razão (encaixa autênticas justificativas para seus atos, qualquer que seja).

3. Este homem casado é arrogante.

Ele pode sentir que está acima de outros homens, ou que as regras e normas são para os indivíduos normais que não são tão bons quanto ele. Se sua companheira não está disponível para todos os seus desejos sexuais ou necessidades, ele se sente justificado em encontrar o que precisa em algum outro lugar. Além disso, ele é tão esperto e inteligente que não há como alguém desmascará-lo, então quem se importa?

4. O homem é inseguro ou imaturo.

Ele pode sentir a necessidade de manter a atenção de seu parceiro, a fim de ser “o tal” ou “ser tudo o que ele pode ser.” A monogamia é secundária a sua necessidade de afirmação constante.

5. Este homem não é capaz de fazer, ou simplesmente não tem um compromisso.

Há muitas razões – algumas delas bastante legítimas. Um passado abusivo pode deixar cicatrizes que não são facilmente curadas. Ele pode estar procurando uma maneira de preencher as necessidades que não entende, assim como alguns homens fazem com abuso de substâncias. Esteja ciente de que a hipersexualidade e controle deficiente do impulso sexual são sintomas de Transtorno Bipolar.

6. O homem sente que o relacionamento está completamente fracassado.

E está procurando por um plano B.

7. Ele é viciado em emoção.

Talvez ele esteja procurando a emoção que seu relacionamento tinha quando era novo e fresco. Talvez ele não tenha tido bons exemplos de monogamia e não entende a intimidade que vem com o tempo e a experiência.

8. Para este homem, a monogamia ou lealdade nunca foram importantes.

Seth Meyers, psicólogo, em “Como definir a infidelidade emocional: Diferentes tipos de traição”, afirma:

“O melhor indicador (de um relacionamento saudável) é considerar o caráter de seu parceiro e perguntar a si mesmo o quanto você realmente confia em sua integridade. O seu parceiro é leal aos seus amigos? Ao seu trabalho? A sua família?”

Talvez uma questão igualmente reveladora que você pode querer perguntar é: Por que este homem acha que traição é algo aceitável?

Traduzido e adaptado por Stael F. Pedrosa Metzger do original 8 reasons why men betray their wives.

>Ver artigo original.

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Comentarios:

AlphaOmega Captcha Classica  –  Enter Security Code
     
 

*