Masturbação e Pornografia: Criação, Queda e Redenção
(Conselhos Para Meninas)

Masturbação e Pornografia: Criação, Queda e Redenção

Ana descobriu aquela sensação boa enquanto tomava banho. O que era aquilo? Bom, ela não sabia. A única coisa que sabia era: ela queria sentir aquilo de novo. Os anos foram se passando e Ana descobriu o que era: masturbação. Nas conversas com as amigas da escola, aprendeu que aquilo era normal, todo mundo fazia, inclusive os meninos. Ah, e a tia de uma de suas amigas disse que era uma forma para se conhecer e relaxar.

Ana sentia mais vontade de se masturbar quando assistia cenas de sexo nos filmes. Ela comecou então a buscar por esses momentos frequentemente e um dia, descobriu que poderia ter cenas muito mais interessantes na internet. Foi nessa época que a masturbação deixou de andar sozinha na vida da Ana. Acessar sites pornográficos tornou-se parte de sua rotina. Aquela garota, antes ingênua, passou a se alimentar semanalmente de conteúdos sexuais dos quais não conseguia mais viver sem.

Ana se sentia culpada por isso, mas, ao mesmo tempo, tentava se convencer de que não havia problema nenhum!

A história acima é simplesmente uma história criada por mim. Mas você sabe qual é a parte mais interessante? É que ela, na verdade, é a história de muitas meninas e provavelmente é a sua.

◦◦◦

Nos últimos meses, tenho pensando em vários pontos negativos sobre a tecnologia. Não, ainda não estou falando sobre pornografia, estou falando de informação! Há tantas informações por ai que nós, cristãs, não sabemos mais o que aceitar como certo ou errado. Não é à toa que relativizar todo e qualquer assunto está em alta. Por isso, antes de entrarmos no assunto deste artigo, precisamos afirmar alguns pontos fundamentais:

A Palavra de Deus é superior à sabedoria humana: “Porque a sabedoria deste mundo é loucura aos olhos de Deus. Pois está escrito: ‘Ele apanha os sábios na astúcia deles’; e também: ‘O Senhor conhece os pensamentos dos sábios e sabe como são fúteis’”. 1 Coríntios 3:19-20

A Palavra de Deus é verdadeira: “…a tua palavra é a verdade”. João 17:17b

O Todo-Poderoso é aquEle que tudo sabe é o próprio autor da Bíblia: “Toda a Escritura é inspirada por Deus…”. 2 Timóteo 3:16a

A Palavra de Deus é útil: “Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção e para a instrução na justiça”. 2 Timóteo 3:16

Portanto, a Palavra de Deus é que deve fundamentar toda e qualquer opinião. Se você acredita que Jesus não é apenas o seu Salvador, mas também é o seu Senhor, então você também deve buscar opiniões fundamentadas na Palavra de Deus e não em “sabedoria humana”. Muitas são as explicações dadas tanto para pornografia como para a masturbação, no entanto, veremos o que a Palavra de Deus, que é absoluta, diz sobre isso. E para isso, nesta primeira parte, olharemos este tema de três perspectivas: criação, queda e redenção.

CRIAÇÃO

No início, Deus criou o mundo e o primeiro casal, Adão e Eva. A Bíblia não relata simplesmente a criação do ser humano, mas também as implicações de “ser” humano: a sexualidade. Para facilitar o entendimento, leia a tabela com atenção.

ReferênciaO que diz?O que significa?
Gn. 1:26Homem e mulher segundo à imagem de Deus.“O homem era uma criatura que o seu Criador podia visitar, ter amizade e comunhão com ele. De outro lado, o Senhor podia esperar que o homem Lhe correspondesse e fosse digno de Sua confiança”.
Gn. 1:27Criação de dois sexos: masculino e feminino.Deus criou somente dois sexos e ambos foram criados à Sua imagem e semelhança. Ou seja, o homem, como correspondente e digno da confiança de Deus, viveria segundo o seu sexo estabelecido por Deus.
Gn. 1:28Deus deu ao homem e a mulher responsabilidades: serem férteis a fim de multiplicarem-se e dominarem sobre os animais.Foi Deus quem criou o sexo. Ele o fez a fim de que houvesse procriação.
Cântico dos cânticos e
1 Coríntios 7:4
O homem e a mulher não pertencem mais a si mesmos após o casamento. Agora eles pertencem um ao outro: o homem à mulher e a mulher ao homem.O ato sexual também é um presente dado ao casal para o prazer mútuo “outrocêntrico”, ou seja, feito para o outro, ao invés de egocêntrico.
Gn. 2:24Relato do primeiro casamento e ato sexual na Palavra de Deus. Adão (homem) e Eva (mulher) se uniram em um só carne.O sexo é presente para casais casados e heterossexuais.
1Tm. 4:4Tudo é bom e não pode ser rejeitado, mas recebido com ações de graça.O sexo é bom e não deve ser rejeitado, mas recebido com ações de graças.
1Co. 10:31Tudo o que devemos fazer é para glória de Deus.O sexo deve ser feito para a glória de Deus.
Rm. 11:36Tudo vem de Deus, acontece por meio dEle e é para a glória dEle.O sexo veio de Deus, acontece por meio dEle e deve ser feito para a glória dEle.

Deus criou homem e mulher à Sua semelhança, para que juntos, dentro do casamento, desfrutassem do sexo, que é algo bom, criado para a procriação e prazer do ser humano, e que deve ser feito para a glória de Deus. No entanto, a história não para por aí.

QUEDA

Em Gênesis 3, vemos a descrição da desobediência do primeiro casal. Deus havia ordenado que não comessem o fruto da árvore que ficava no centro do jardim, a árvore do bem e do mal (cf. Gn. 2:16,17). Mas, o casal desobedeceu e comeu o fruto. A grande consequência da desobediência de Adão e Eva está descrita em Romanos 5:

“Portanto, da mesma forma como o pecado entrou no mundo por um homem, e pelo pecado a morte, assim também a morte veio a todos os homens, porque todos pecaram”. Romanos 5:12

Por causa do pecado de Adão e Eva, toda a humanidade se tornou pecadora. Eu e você somos pecadoras! Todos os nossos sentidos e vontades foram deturpados. O que isso significa? Que antes, nós correspondíamos ao nosso Deus, queríamos fazer a vontade dEle. No entanto, com o pecado, passamos a buscar o que nós queremos, a viver segundo a nossa própria vontade, deixando de lado o padrão estabelecido por Deus.

Com isso, a nossa sexualidade também foi deturpada. Queremos satisfazer os nossos desejos e para isso estamos dispostas a fazer o que for preciso. Veja no quadro abaixo o que aconteceu com a nossa sexualidade após a queda.

CRIAÇÃOQUEDA
“O homem era uma criatura que o seu Criador podia visitar e ter amizade e comunhão com ele. De outro lado, o Senhor podia esperar que o homem Lhe correspondesse e fosse digno de Sua confiança”.O homem e a mulher passam a não mais corresponder o seu Senhor e deixam de ser dignos de confiança.
Deus quem criou o sexo. Ele o fez a fim de que houvesse procriação.O sexo deixa de ser um ato que feito à dois (homem e mulher), dentro do casamento e para a glória de Deus. Ele passa a ser desejado de forma desenfreada e egoísta, ou seja, em qualquer lugar, com qualquer pessoa (ou objeto) e a qualquer momento.

(Na prática:
Masturbação e Pornografia)
O ato sexual também é presente dado ao casal para prazer mútuo.O sexo deixa de ser um ato que feito à dois (homem e mulher), dentro do casamento e para a glória de Deus. Ele passa a ser desejado de forma desenfreada e egoísta, ou seja, em qualquer lugar, com qualquer pessoa (ou objeto) e a qualquer momento.

(Na prática:
Masturbação e Pornografia)
O sexo é presente para casais casados e casais heterossexuais.O sexo deixa de ser um ato que feito à dois (homem e mulher), dentro do casamento e para a glória de Deus. Ele passa a ser desejado de forma desenfreada e egoísta, ou seja, em qualquer lugar, com qualquer pessoa (ou objeto) e a qualquer momento.

(Na prática:
Masturbação e Pornografia)
O sexo deve ser feito para a glória de Deus.Homem e mulher quererem prazeres egoístas, para si. Deixando Deus fora de suas vidas, inclusive na área sexual.
O sexo veio de Deus, acontece por meio dEle e deve ser feito para a glória dEle.Homem e mulher quererem prazeres egoístas, para si. Deixando Deus fora de suas vidas, inclusive na área sexual.

É aqui que a pornografia e a masturbação entram em cena.

De forma resumida, o sexo foi criado por Deus para ser praticado à dois, dentro do casamento, para a procriação, prazer humano e glória de Deus. No entanto, após a queda, passamos a ter uma vida centrada em nós mesmas. Queremos satisfazer nossas vontades: ter aquela roupa, ter aquele celular, ter aquele corpo, ter muitos seguidores nas redes sociais, ter o melhor emprego e, na área sexual, sentir aquilo que queremos sentir.

Na história contada no início deste artigo, vemos Ana, uma menina que foi descobrindo tudo isso sozinha. Algo que podemos deixar claro aqui é: o desejo sexual não é pecado. Ele surge antes mesmo da adolescência e com os hormônios e é impossível fugir dele. No entanto, a questão que queremos tratar aqui não é o desejo sexual em si, mas sim o que fazemos com ele. Ana escolheu satisfazê-los a qualquer custo. E você, qual tem sido a sua escolha?

Masturbação e pornografia são escolhas e ações orgulhosas, pois são feitas a partir da crença que o indivíduo é merecedor de todo o prazer; egoísta, porque o indivíduo escolhe viver um prazer só para si; e incrédulo, pois aquele que as pratica não crê que Deus pode supri-lo inteiramente em Cristo Jesus. O que devemos fazer então? Somos pecadoras, como fugir disso?

REDENÇÃO

Por que a graça de Deus se manifestou salvadora a todos os homens. Ela nos ensina a renunciar à impiedade e às paixões mundanas e a viver de maneira sensata, justa e piedosa nesta era presente, enquanto aguardamos a bendita esperança: a gloriosa manifestação de nosso grande Deus e Salvador, Jesus Cristo. Tito 2:11-13

Por causa do pecado, eu e você merecíamos a morte (cf. Romanos 6:23), mas, Jesus Cristo veio ao mundo morrer em nosso lugar para que fôssemos capazes de “ser o que nunca seríamos, ter o que nunca teríamos e fazer o que nunca faríamos” [3]. Isso é graça!

A graça de Deus nos capacita a viver o padrão que Ele estabeleceu em Sua Palavra. Lembram-se da primeira tabela? Aquilo pode ser vivido em Cristo Jesus. O pecado habita em nós, e por isso lutaremos até a nossa morte contra a nossa carne pecadora. No entanto, é possível viver segundo a vontade do nosso Deus em todas as áreas de nossas vidas, inclusive na sexualidade.

CONCLUSÃO

Assim como Ana, eu e você escutamos constantemente diferentes desculpas dadas pelo mundo para que continuemos nossa busca por prazeres egoístas que desagradam a Deus. Mas lembre-se: Deus quer o melhor para as nossas vidas! Tanto a masturbação quanto pornografia distorcem a nossa visão de sexo, pois ambas envolvem pensamentos impuros da sexualidade.

Se você tem dificuldades nessa área, não se esqueça de que a vontade de Deus é a nossa santificação (1Tessalonicenses 4.3), ou seja, Ele é o maior interessado para que eu e você vivamos uma vida coerente com a Palavra dEle. Por isso, saiba que Ele é capaz de te dar forças para ter uma vida sexual que O agrade. A vontade de masturbar-se e/ou acessar conteúdos pornográficos virão, mas Deus nos enviou o Seu Filho, deu-nos Sua Palavra, o Espírito Santo e a igreja para nos ajudar a vencer o pecado! Ore a Deus pedindo ajuda, peça para que Ele te dê coragem para se abrir com alguém – cristão e maduro – que possa te ajudar nessa batalha, peça também para que Ele renove a sua mente de acordo com a Palavra (cf. Romanos 12.2) e descanse no poder dEle.

Na segunda parte deste artigo, veremos como lidar na prática com a masturbação e a pornografia ao compreender as mentiras que elas nos contam.

>Ver artigo original.

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Comentarios:

AlphaOmega Captcha Classica  –  Enter Security Code
     
 

*