PROVA BÍBLICA: A prostituição é armadilha do diabo para destruir os homens (Mais Relevante)

PROVA BÍBLICA: A prostituição é armadilha do diabo para destruir os homens

“Fugi da prostituição. Todo o pecado que o homem comete é fora do corpo; mas o que se prostitui peca contra o seu próprio corpo”. 1Co 6:18 (ACF)

Jesus falou que só em o homem olhar para uma mulher com intenção impura no coração, já adulterou (Mateus 5:28), isso por que o pecado é antes de tudo um estado de espírito, uma inclinação carnal voltada para satisfazer às suas paixões.
Todavia o ato praticado é bem mais grave que o ato imaginado, pelas consequências desastrosas que produz.

Cristo deixou claro que todo pecado, seja ele oculto ou manifesto, receberá sentença condenatória no juízo caso não haja arrependimento, e também falou que existem alguns pecados que são muito mais graves que outros, um exemplo disso foi quando Pilatos o interrogou pouco antes da crucifixão nesses termos:

“Não sabes tu que tenho poder para te crucificar e tenho poder para te soltar? Respondeu Jesus: Nenhum poder terias contra mim, se de cima não te fosse dado; mas aquele que me entregou a ti maior pecado tem”. (João 19:10,11)

Tanto o pecado de Pilatos como o dos Judeus que o prenderam serão punidos um dia, porém o segundo grupo receberá uma pena muito mais severa, proporcional à sua gravidade. (Ver Lucas 12:48) Diante disso, podemos dizer que adulterar em pensamento é pecado, e praticar o ato de adultério em si é um pecado maior ainda, atraindo uma condenação maior.

Só que a ênfase do que quero falar aqui é sobre o perigo que homens e mulheres se submetem ao viver uma vida de imoralidade, no versículo inicial desse artigo vimos que quem se prostitui ‘peca contra o próprio corpo’, e isso é dito num contexto onde é claramente mostrado que nosso corpo não nos pertence, por que fomos comprados por preço. (I Cor.6:20)

A CILADA DE BALAÃO

Balaão foi um profeta do antigo testamento que foi contratado pelo rei dos moabitas para amaldiçoar o povo de Israel no tempo de Moisés, enquanto eles acampavam ao redor do seu território.

Por três vezes ele tentou rogar pragas que afetassem a estabilidade de Israel e os enfraquecesse para o combate, como foi pedido por Balaque o rei dos moabitas que o contratou para tal. Porém as três tentativas falharam e ao invés de amaldiçoar Deus usou aquele profeta mercenário para abençoar seus filhos e profetizar a seu respeito.

Essa história está registrada no livro de Números 22 e termina dizendo que Balaão voltou pra casa após essas tentativas infrutíferas, porém o livro de Apocalipse é que lança luz para entendermos o que se seguiu após isso:

“Tenho, todavia, contra ti algumas coisas, pois que tens aí os que sustentam a doutrina de Balaão, o qual ensinava a Balaque a armar ciladas diante dos filhos de Israel para comerem coisas sacrificadas aos ídolos e praticarem a prostituição”. (Apocalipse 2:14)

Como não conseguir pelas formas permitidas o seu intento de mandinga, inspirado pelo diabo, cheio de avareza e perversidade, Balaão bolou uma forma de levar o povo de Deus ao pecado para então encontrar motivos para Deus mesmo os amaldiçoar, e foi exatamente assim que aconteceu.

Por ordem dele, Balaque organizou uma festa onde deveria ter dois ingredientes mortais que funcionariam como um vírus para contaminar Israel: ‘carnes sacrificadas a ídolos e prostituição’ conforme o final da passagem de Apocalipse que mostramos.

A estratégia funcionou perfeitamente como pode-se conferir em Números 25:1
“E Israel deteve-se em Sitim e o povo começou a prostituir-se com as filhas dos moabitas”.
O resultado de tudo foi um saldo de 25 mil pessoas mortas no acampamento de Israel, tendo a maldição de Deus caído ali por causa do pecado da imoralidade.

HOJE SERÁ DIFERENTE?

Da mesma forma em nossos dias, a cilada de Balaão continua derrubando milhares de almas valiosas na igreja de Deus! Quando o indivíduo dá lugar à pornografia e alimenta-se constantemente da impureza e sensualidade dos vícios sexuais, abre-se uma porta onde a maldição do diabo encontra motivos para atingir sua vida e causar um estrago incalculável.

Não tem como Deus habitar em um corpo contaminado pela prostituição, seja ela virtual ou real.

Para receber a presença do Espírito Santo em sua vida e ser abençoado de fato em tudo quanto desejar, é preciso primeiro remover completamente todo vestígio de paixão carnal de seu pensamento.

Vale ressaltar que isso é impossível de ocorrer por esforço humano, quanto mais um escravo sexual tenta sair do lamaçal, mais ele afunda. Só existe uma forma de combater esse terrível mal em sua vida, que é precisamente a prática da oração e jejum, onde as súplicas devem conter além do clamor por libertação, um pedido de regeneração mental, algo que Jesus pode fazer com extrema facilidade.

E em seguida, automaticamente procurar ocupar a cabeça com a palavra de Deus e dedicar-se a projetos e ideais de vida que promovam o bem das pessoas, por que se isso não for feito, o espírito maligno volta para o espaço vazio que foi limpo. (Mateus 12:43,44)

Guarde isso no coração:

Seu corpo é morada do Espírito Santo e pertence a Deus, use-o como Ele orienta e não o submeta ao ciclo de degradação da imoralidade.

>Ver artigo original.

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Comentarios:

AlphaOmega Captcha Classica  –  Enter Security Code
     
 

*