A pornografia pode mesmo arruinar a sua relação (Visão/sapo.pt)

A pornografia pode mesmo arruinar a sua relação

O consumo de pornografia tem sido associado ao aumento de problemas matrimoniais, risco de separações e diminuição da intimidade e satisfação sexual entre casais. Saiba porquê

A internet é uma ferramenta fantástica que dá acesso a quase tudo e graças a ela bastam uns cliques para ter acesso a vídeos pornográficos. A Internet mudou esta indústria, que só nos Estados Unidos da América gera 13 biliões de dólares anuais, e esta mesma indústria pode dar cabo da sua relação.

Apesar de existirem estudos que sugerem que o consumo de pornografia tem efeitos positivos, tais como o aumento de conhecimentos e atitudes sexuais mais liberais, é provável que tenha efeitos negativos quando está numa relação romântica.

Já em 2013, David Cameron, primeiro-ministro do Reino Unido, alertou para o facto de a pornografia retorcer as ideias sobre o sexo e as relações, e há estudos que provam o seu ponto de vista: o consumo de pornografia e os problemas íntimos estão diretamente relacionados.

O consumo de pornografia tem sido associado ao aumento de problemas matrimoniais, ao risco de separações, à diminuição da intimidade e satisfação sexual entre casais, ao aumento da probabilidade de infidelidade e a um comportamento sexual compulsivo. Contudo, estes problemas tanto podem ser causados pelo consumo de pornografia, como o consumo de pornografia pode ser causado por estes problemas já existentes na relação.

Mas como é que o consumo pornográfico amortece as relações românticas? Deidre Barrett, professora de psicologia na Universidade de Harvard, sugere que o consumo de pornografia pela Internet é uma versão do que os cientistas chamam de “supernatural stimulus” (estímulo sobrenatural), ou seja, o ser humano responde melhor aos estímulos artificiais e exagerados do que àqueles que fazem parte da nossa evolução natural.

Por exemplo, um estudo provou que mesmo que o instinto da fêmea de um pássaro seja cuidar dos seus ovos pequenos, com o passar do tempo ela passou a preferir as exagerações artificiais criadas pelos investigadores e abandonou os seus ovos naturais.

O mesmo funciona com a pornografia, pois oferece aos seus consumidores uma experiência sexual sobrenatural. Eles sentem desejo a ver pessoas com corpos fora do normal a ter sexo fora do normal, e podem repetir essa experiência sempre que quiserem. Os estímulos sexuais naturais poderem ser prejudicados pela exposição a sexo virtual é algo que preocupa os especialistas em relações sexuais.

Além disso, o desejo por este exagero sexual faz com que os consumidores de pornografia se sintam culpados quando o sexo com os seus parceiros não é tão excitante quanto o sexo paranormal, e por isso, tentam mudá-lo com fantasias e manipulações da realidade.

Outros estudos provam que a pornografia aumenta a falta de confiança entre os casais e muitos consideram-na como uma forma de traição e infidelidade. Por exemplo, uma mulher admitiu que o facto de o marido ver pornografia a fazia sentir como se ele tivesse “um milhão de casos”.

>Ver artigo original.

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

One Response to “A pornografia pode mesmo arruinar a sua relação (Visão/sapo.pt)”

Read below or add a comment...

  1. Lucas Camara says:

    Gostei do site, muito esclarecedor

Comentarios:

AlphaOmega Captcha Classica  –  Enter Security Code
     
 

*