Aumentam os casos de violação de menores (Jornal de Angola)

Aumentam os casos de violação de menores

Os órgãos de defesa, segurança e ordem interna na província de Malanje estão preocupados com o aumento dos crimes de violação sexual de menores, sobretudo em residências desabitadas, revelou o porta-voz da Polícia Nacional, em Malanje, inspector-chefe Junqueira António.

Venâncio Víctor | Malanje – Fotografia: Eduardo Cunha

O inspector-chefe Junqueira António, que prestou a informação à margem do balanço das ocorrências registadas na passagem de ano, disse que, de um tempo a esta parte, a corporação tem estado a registar um aumento de crimes sexuais de menores, que ocorrem em horários impróprios para a circulação de crianças na rua.

De acordo ainda com o porta-voz da Polícia Nacional alguns crimes de abuso sexual contra crianças ocorrem em residências desabitadas, acima das 22 horas. Maioritariamente as vítimas têm idades compreendidas entre os 15 e 16 anos, daí que exortou os pais e encarregados de educação na província maior controlo e atenção na educação dos filhos.

O oficial da Polícia Nacional considerou em geral os crimes do género são de difícil prevenção, porque, como acrescentou, correm em ambientes fechados. “Preocupa-nos muito vermos crianças a deambularem pelas ruas acima das 22 horas, por isso pedimos aos pais e encarregados de educação, as igrejas e à sociedade em geral no sentido de trabalharem mais para a mudança de consciência social e colectiva, para se combater este flagelo que preocupa as forças da ordem e a sociedade local ”, disse o porta-voz.

Dados dos Serviços de Investigação Criminal em Malanje dão conta do registo de oitenta casos de violação sexual registados na cidade de Malanje, no decurso do ano findo. A maioria dos casos de violação e estupro teve lugar no centro da cidade capital da província, envolvendo maioritariamente crianças, causando-lhes graves consequências físicas, psíquicas e emocionais. Salienta-se que a moldura penal para os infractores vai até os doze anos de prisão, de acordo a lei vigente no país. O relatório da situação operativa e de segurança pública do Comando Província da Polícia Nacional dá conta do registo, durante a quadra festiva, de oito crimes, tendo se registado uma redução de oito delitos em relação ao ano transacto.

Dos crimes registados constam duas ofensas corporais voluntárias graves, um caso de introdução em casa alheia em concurso com tentativa de violação, uma violação sexual, roubos e furtos. No mesmo período em balanço os Serviços de Protecção Civil e Bombeiros registaram a destruição de 50 residências de carácter provisório no município de Cambundi-Catembo, deixando 177 famílias ao relento, bem como também registaram a destruição da ponte sobre o rio Luari, que liga a sede do referido município aos bairros Mbanji e Njimbo.

>Ver artigo original.

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Comentarios:

AlphaOmega Captcha Classica  –  Enter Security Code
     
 

*