Treinador do Anadia começou a ser julgado por pornografia de menores (Mais Futbol)

Treinador do Anadia começou a ser julgado por pornografia de menores

Arguido confessou os crimes na primeira sessão

O Tribunal de Aveiro começou esta terça-feira a julgar um treinador das camadas jovens do Anadia Futebol Clube que foi acusado de nove crimes de pornografia de menores e um de abuso sexual de crianças.

Na primeira sessão, que decorreu à porta fechada, o arguido confessou todos os crimes, revelou o advogado de defesa, Rui da Silva Leal, à agência Lusa.

«O meu cliente fez uma confissão. Disse que o que constava na acusação é tudo verdade», afirmou, dizendo também que o arguido tem imputabilidade diminuída «a carecer de tratamento psiquiátrico, psicológico, sério».

O treinador foi detido em maio de 2016 e já na altura, no interrogatório, tinha confessado os crimes.

De acordo com a investigação, o suspeito criava perfis falsos na rede social Facebook, fazendo-se passar por uma rapariga, para convencer os jovens a filmarem-se ou a fotografarem-se e a, depois, enviar-lhe esses ficheiros.

O próprio arguido também terá exibido aos menores imagens de cariz sexual e pornográfico.

Nas perícias realizadas ao computador do suspeito foram encontradas centenas de ficheiros de pornografia de menores.

Nesta primeira sessão foi também ouvido o psiquiatra que o acompanha há dez meses. No acórdão, os juízes desembargadores referem que o arguido tem cumprido os tratamentos médicos que lhe foram impostos como medida de coação, e revela melhorias, com base num relatório do psiquiatra que o tem acompanhado.

>Ver artigo original.

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Comentarios:

AlphaOmega Captcha Classica  –  Enter Security Code
     
 

*