Desespero venezuelano: Prostituição e acampamentos em Manaus e Boa Vista (Último Segundo – iG)

Desespero venezuelano: Prostituição e acampamentos em Manaus e Boa Vista

Em Roraima, há dezenas de casos semanais de imigrantes estupradas, violência entre os próprios hermanos, e com brasileiros. Com mortes

A crise econômica-política-social na Venezuela se agravou a ponto de milhares de venezuelanos atravessarem diariamente de carro, ônibus e a pé a fronteira para o Brasil.

Eles aportam em Boa Vista (RR), como primeira parada, e de lá rumam para Manaus (AM). Os que ainda têm dinheiro hospedam-se com as famílias em hotéis até comprar pequeno imóvel – e mais de 100 estão acampados e famintos na rodoviária da capital amazonense.

Em Boa Vista, ganharam famas as ‘Ochentas’. São as venezuelanas que gritam “Ochenta! Ochenta” em esquinas da cidade. É o valor que cobram, R$ 80, para programas sexuais.

Em Roraima, na capital e interior, há dezenas de casos semanais de imigrantes estupradas, violência entre os próprios hermanos, e com brasileiros. Com mortes.

Leia também: Oposição quer nulidade de MPs com suspeitas de ‘encomenda’ de empresas

Mercado

Além do problema da Venezuela, os haitianos continuam a entrar forte no Acre. Virou um mercado para brasileiros, tal qual o coiote mexicano que leva patriotas para os EUA.

>Ver artigo original.

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Comentarios:

AlphaOmega Captcha Classica  –  Enter Security Code
     
 

*