Dia Mundial do Turismo: saiba como proteger crianças e adolescentes contra a exploração sexual
(Childhood Brasil)

Dia Mundial do Turismo: saiba como proteger crianças e adolescentes contra a exploração sexual

Famoso por suas riquezas naturais, o Brasil é um dos países que mais recebem e movimentam turistas nacionais e estrangeiros por ano. Porém, mais importante do que celebrar o Dia Mundial do Turismo, é garantir que todos os destinos sejam seguros, conscientes e, sobretudo, tenham uma atenção especial ao respeito dos direitos de crianças e adolescentes, em especial, observando os riscos de exploração sexual.

Para enfrentar essa perversa violência, conheça algumas ações simples e eficientes que ajudam a evitar casos de exploração sexual de crianças e adolescentes.

Conheça os Códigos de Conduta dos meios de hospedagem

Uma das medidas estabelecidas pelo Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) é a obrigatoriedade da apresentação dos documentos de crianças e adolescentes e seus responsáveis no momento da hospedagem.

Essa exigência evita que casos de violação dos direitos, especialmente a exploração sexual, ocorram nos meios de hospedagem e deve constar no Código de Conduta de todos os hotéis e pousadas do Brasil. Parceira da Childhood Brasil, a rede Atlantica Hotels, por exemplo, segue a norma e tem um atendimento considerado referência na proteção de crianças e adolescentes contra a exploração sexual.

Saiba mais sobre a parceria entre a Childhood Brasil e a Atlantica Hotels clicando aqui.

Incentive projetos de enfrentamento

Estudos apontam a exploração sexual de crianças e adolescentes no turismo de negócios, que ocorre quando pessoas que se deslocam a trabalho entre as cidades do país. De acordo com o Ministério do Trabalho e Emprego, a situação se agrava porque a fiscalização é mais difícil em postos de gasolina e pequenas hospedagens localizadas nas estradas, por exemplo.

Uma maneira de ajudar o enfrentamento é incentivar iniciativas voltadas à conscientização de colaboradores dos meios de hospedagem e de caminhoneiros. O Programa Na Mão Certa, criado pela Childhood Brasil, por exemplo, promove há 10 anos a adesão de empresas ao Pacto Empresarial contra Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes nas Rodovias Brasileiras e, a partir desse compromisso empresarial, forma uma rede de multiplicadores que atuam para transformar motoristas de caminhão em agentes de proteção nas rodovias.

Saiba mais sobre o Programa Na Mão Certa clicando aqui.

Denuncie!

Um dos passos mais importantes para ajudar o enfrentamento da exploração sexual de crianças e adolescentes no turismo é a denúncia – seja em casos de suspeita ou de confirmação desse tipo de violação.

Uma das formas de notificar os órgãos responsáveis e ajudar as vítimas é o Disque 100 (Disque Direitos Humanos). Outra opção é buscar delegacias especializadas e Conselhos Tutelares na cidade onde você está. Eles são responsáveis por investigar os ocorridos e garantir que os direitos das vítimas envolvidas sejam assegurados. Você também pode baixar o aplicativo Proteja Brasil ou entrar em contato com a polícia local.

Para conhecer outras formas de denúncia, acesse a página.

>Ver artigo original.

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Comentarios:

AlphaOmega Captcha Classica  –  Enter Security Code
     
 

*