Novo filme de Woody Allen vai ter cenas de sexo entre um adulto e uma menor (Público)

Novo filme de Woody Allen vai ter cenas de sexo entre um adulto e uma menor

A Rainy Day in New York ainda não estreou mas já começa a dar que falar devido ao recente escândalo envolvendo Harvey Weinstein e o próprio passado de Woody Allen.

Foto: Reuters/Regis Duvignau

Woody Allen ainda agora começou as filmagens de uma nova produção da sua autoria e a polémica já está à espreita. E por várias razões. Mas a principal é o facto de a indústria de Hollywood ter saltado para a ordem do dia depois das acusações de assédio sexual e violação contra o consagrado produtor Harvey Weinstein por parte de dezenas de mulheres. Outro dos factores é o próprio passado de Allen.

Segundo o Page Six, o filme intitulado A Rainy Day in New York inclui algumas cenas de sexo entre um homem de meia idade com aspirantes a actrizes menores. Concretamente, a personagem interpretada por Rebecca Hall acusa a personagem interpretada por Jude Law, de 44 anos, de ter tido relações sexuais com uma “concubina” de 15 anos. A menor é interpretada por Elle Fanning. “Estas mulheres foram todas prazer, ou foram uma pesquisa para um projecto?”, questiona a personagem de Fanning à de Jude Law depois de uma discussão entre ambos quando a jovem se dá conta da infidelidade do homem, segundo relata o Page Six.

Este facto traz novamente a lume o recente escândalo que abalou Hollywood relativamente ao comportamento alegadamente predatório de Harvey Weinstein. Acerca deste assunto, Allen chegou a afirmar à BBC que “toda esta coisa do Harvey Weinstein é muito triste para toda a gente envolvida”, acrescentando que está instalado um ambiente de “caça às bruxas” em Hollywood. Depois, em declarações à revista Variety, o realizador clarificou o que havia dito anteriormente: “Quando eu disse que me sentia triste por Harvey Weinstein pensei que tivesse ficado claro que era porque ele é um homem doente, depravado”.

O próprio realizador já se viu envolvido em polémicas sobre abusos sexuais. Em concreto, no início dos anos 1990 e depois de se ter divorciado de Mia Farrow, uma das filhas adoptivas do casal, Dylan Farrow, então com sete anos, relatou à mãe que havia sido alvo de abusos sexuais por parte de Woody Allen. O caso foi entregue às autoridades, mas, mais tarde, uma equipa de psicólogos do hospital de Yale-New Haven, especializado em abusos sexuais a menores, deu como provado que a rapariga não tinha sido abusada pelo pai.

Mas a polémica entre o casal não se ficou por aqui. Ainda antes do divórcio, Woody Allen iniciou uma relação com a sul-coreana Soon-Yi Previn, filha adoptiva de Mia Farrow e do seu ex-marido, o compositor André Previn. Actualmente, o realizador está casado com Soon-Yi. Na altura da adopção, foi calculado que a sul-coreana teria nascido em 1970, o que faz com que a diferença de idades entre Allen e Soon-Yi seja de pelo menos 35 anos.

Ora, a grande diferença de idades entre casais é tema recorrente nos filmes de Woody Allen, sendo que as personagens masculinas são muitas vezes interpretadas pelo próprio. É o caso de Manhattan – um dos filmes mais aclamados do realizador – onde Allen tem o papel de um comediante de 42 anos que tem uma relação com uma rapariga de 17, interpretada por Mariel Hemingway. Poderosa Afrodite e Maridos e Mulheres, são outros exemplos disso mesmo.

Ronan Farrow é também filho de Woody Allen e Mia Farrow e tem ganho notoriedade, nos últimos anos, devido à denúncia de vários casos de abusos sexuais. Aliás, um artigo escrito por si na revista New Yorker contribuiu para a denúncia dos casos de assédio e violação alegadamente perpetrados por Harvey Weinstein.

>Ver artigo original.

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Comentarios:

AlphaOmega Captcha Classica  –  Enter Security Code
     
 

*