“Nunca os nossos filhos estiveram tão expostos a tanto lixo”, diz Cristina Mel (Guiame)

"Nunca os nossos filhos estiveram tão expostos a tanto lixo", diz Cristina Mel

Cristina Mel alertou os pais contra a ideologia de gênero na mídia e escolas.

FONTE: GUIAME

A cantora Cristina Mel esteve presente no Jubileu de Vinho da igreja Assembleia de Deus de Cosmópolis, em São Paulo, no dia 14 de outubro deste ano. Na ocasião, ela participou do Jubileu Kids, uma parte do evento para as crianças e cantou algumas de suas canções para os adultos. Cristina aproveitou o momento para alertar os pais sobre a ideologia de gênero.

“Uma igreja que cuida dos pequeninos é uma igreja que tem visão, porque as crianças não são somente a igreja do futuro, mas a igreja do presente. Nunca os nossos filhos estiveram tão expostos a tanto lixo. Nunca foram tão agredidos como neste ano, nos últimos tempos”, iniciou.

“É importante que a igreja tome uma posição, estamos em guerra. Precisamos orar mais, cuidar mais dos nossos filhos. Estamos perdendo nossos filhos debaixo do nosso nariz, no quarto ao lado. Adolescentes cometendo suicídio. A cada três minutos um adolescente se suicida”, ressaltou.

Influências

Cristina ainda alertou sobre influências que atacam o público infantil. “Jogos assassinos e criminosos, exposições nos museus hediondas, sujas e acham que a gente tem que aceitar isso. Que geração é essa que não sabe nem dizer se é menina ou menino? O que estão fazendo com a mente dos nossos filhos? A internet não é um lugar seguro. E onde estamos como pais? Os pais têm que tomar uma posição, tem que vigiar, cuidar”, colocou.

“Fale sobre assuntos, ensine seu filho sobre sexo, porque quem está ensinando é a professora lá na escola com a teoria de gênero, tudo torto, tudo errado. Estão machucando, estão usando, estão ferindo, confundindo nossas crianças. Mas não vamos desistir dos nossos filhos, não vamos entregar nossos filhos a sorte, eles não são órfãos”, ressaltou.

“Você que tem que sentar e explicar: ‘Filha é assim, não pode deixar ninguém tocar em você, conte tudo para mim’. Não se iluda, eles sabem mais do que você imagina. Essa geração está exposta a tudo muito rapidamente. Seja pai e seja mãe. Tem pai e mãe querendo ser coleguinha do filho. Eles têm que te ver como pai e mãe, porque se não tem criança dando na cara do pai, batendo na mãe”, pontuou.

>Ver artigo original.

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Comentarios:

AlphaOmega Captcha Classica  –  Enter Security Code
     
 

*