Três mulheres acusam Eddie Berganza, editor da DC Comics, de assédio sexual (Boa Informação)

Três mulheres acusam Eddie Berganza, editor da DC Comics, de assédio sexual

Em entrevista ao BuzzFeed, três mulheres acusaram Eddie Berganza, editor da DC Comics, de assédio sexual entre 2006 e 2010. Ao ser contratada na editora, Liz Gehrlein Marsham afirma que Berganza a encurralou, agarrou e beijou a força. O mesmo aconteceu com Joan Hilty, cartunista e editora.

Janelle Asselin afirmou que enviou uma queixa de várias funcionárias para a diretoria da empresa em 2010,. Atualmente, nenhuma das três trabalha na DC. “Todas nós saímos e ele além disso está lá. Para mim, isso diz muito sobre qual é a prioridade da DC”, afirmou Asselin. O comportamento de Berganza era tão conhecido que funcionárias eram avisadas sobre isso quando começavam a trabalhar: “Pessoas estavam constantemente avisando às outras para ficarem longe dele”, completou Asselin.

Um outro funcionário da DC, igualmente não identificado, defendeu o editor, afirmando que não é justo reviver situações do passado. “Ele teve um erro de julgamento, mas cumpriu seu tempo e foi penalizado por isso. As acusações contínuas contra ele são como uma caça às bruxas, que é um contratempo que precisa ser erradicado da indústria”, disse o funcionário, dizendo além disso que a DC levou as acusações a sério e que Berganza não repetiu comportamentos inapropriados. Procurada pelo site, a DC afirmou que leva em consideração todas as acusações de assédio: “DC e WB estão completamente comprometidas em cultivar um ambiente de trabalho com dignidade e respeito, um que seja seguro e sem assédio para todos os funcionários.

Levamos a sério todas as acusações de assédio e as investigamos prontamente. Funcionários que violam as políticas são tratados de forma rápida e decisiva e estão sujeitos a consequências e ações disciplinares”.

Assédio em Hollywood
O tema do assédio sexual em Hollywood voltou à tona após várias acusações contra o produtor Harvey Weinstein. Ele foi demitido de sua empresa, a The Weinsten Company e expulso da Academia do Oscar, que pretende ter um novo código de conduta após o caso – saiba mais.

O Sindicato dos Produtores igualmente baniu para sempre Harvey Weinstein da organização – saiba mais. Mais recentemente, o ator Kevin Spacey, protagonista da série House of Cards, tem sido alvo de diversas acusações, que resultaram em sua demissão da Netflix – saiba mais.

>Ver artigo original.

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Comentarios:

AlphaOmega Captcha Classica  –  Enter Security Code
     
 

*