NY Times suspende correspondente da Casa Branca acusado de assédio sexual (UOL)

NY Times suspende correspondente da Casa Branca acusado de assédio sexual

AFP | Foto: Yuri Gripas – Reuters

Nova York, 20 Nov 2017 (AFP) – O New York Times suspendeu um de seus correspondentes na Casa Branca, Glenn Thrush, depois de ele ser acusado por várias mulheres de conduta sexual inapropriada, anunciou o jornal nesta segunda-feira.

A decisão foi tomada depois que o site Vox acusou Thrush de atuar de forma inapropriada com mulheres jovens quando era repórter do Politico, onde trabalhava antes de entrar no The New York Times em janeiro para cobrir o governo Trump.

“A suposta conduta é muito preocupante e não corresponde aos padrões e valores do New York Times”, disse um porta-voz do jornal na segunda-feira.

“Realizaremos uma investigação completa e enquanto isso Glenn será suspenso”. O jornal The New York Times apoiou a decisão de Thrush de iniciar um tratamento por abuso de substâncias, acrescentou.

Em um artigo publicado na segunda-feira no site Vox, a jornalista Laura McGann afirma que cinco anos atrás, em um bar, Thrush colocou a mão sobre sua perna e a beijou sem seu consentimento. Outras três mulheres relataram ter vivido experiências similares, nas quais o jornalista as teria tocado e beijado durante eventos nos quais consumiu bebida alcoólica.

Thrush era um dos seis repórteres que cobrem a Casa Branca a as atividades do presidente Donald Trump em tempo integral para o jornal. Ele também escreve um livro sobre o mandatário com seu colega de jornal Maggie Haberman.

tu-jm/wd/ja/ll

>Ver artigo original.

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Comentarios:

AlphaOmega Captcha Classica  –  Enter Security Code
     
 

*