Somos uma nação de viciados por pornografia. Por que somos surpreendidos pelos abusadores em nosso meio? (Matt Walsh/Yatahaze Kayasuma/Medium)

Somos uma nação de viciados por pornografia. Por que somos surpreendidos pelos abusadores em nosso meio?

Por MATT WALSH, para o site Daily Wire

Ao entrar no terceiro mês da explosão de denúncias de abusos, pode ser hora de considerar por que temos tantos pervertidos, de onde eles provêm, e que tipo de coisas podem contribuir para a sua perversidade. Para esse fim, posso apontar para o fato de que gastamos quatro bilhões de horas por ano assistindo pornografia?

Desculpa. Deixe-me corrigir-me. Acabei de subestimar o problema. Nós dedicamos muito mais de quatro bilhões e meio de horas para assistir pornografia em um site de pornografia em 2016. Apenas no Porn Hub, a humanidade passou duas vezes mais tempo vendo pornografia em um ano,do já que passou no planeta Terra. O site tinha mais de 90 bilhões de visualizações de vídeos e 44 mil visitantes a cada minuto todos os dias. Tudo se resume a mais de 500 mil anos de pornografia consumida no período de 12 meses. Desde 2015 , os seres humanos passaram um milhão de anos assistindo pornografia.

Um milhão de anos.

1. Milhão. Anos.

Estou dizendo isso não só porque é um pouco interessante por ser uma curiosidade que você pode querer lembrar no caso de você ser sempre um concorrente no mais estranho episódio de Jeopardy de todos os tempos, mas também porque esses números são sérios. Mais do que sério: surpreendente, incompreensível, impensável, apocalíptico. Mais ainda para os americanos, porque assistimos mais pornografia do que qualquer outra pessoa na Terra (pelo menos ainda somos o número um em algo).

Pornografia é, obviamente, o passatempo favorito da América. De acordo com pesquisas, quase 80% dos homens americanos entre as idades de 18 e 30 anos admitem assistir pornografia regularmente. Quase 70% dos homens entre 31 e 49 admitiram assitir. A metade dos homens de 50 anos para a terceira idade também confessa o consumo regular de pornografia. 30% dos homens mais jovens dizem assistir pornografia todos os dias. A audiência pornográfica não é tão comum entre as mulheres, mas é muito mais comum hoje do que há 10 anos. Lembre-se, também, é exatamente o que as pessoas vão admitir fazer.

Não é de admirar que a indústria pornográfica valha US $ 97 bilhões , que é apenas um pouco maior (cerca de 100 vezes maior) do que os US $ 750 milhões que valeram 20 anos atrás . Hoje, a pornografia aumenta mais em um ano do que Hollywood. Também traz mais dinheiro do que a NFL, a NBA e a MLB combinadas. E isso é apenas “a indústria da pornografia” que estamos falando: significando apenas o respeitável e oficial tipo de ameaça, protagonizando pessoas que têm “estrela pornô” em seu contracheque. Se quantificarmos a pornografia amadora e descobrir o que ela “vale” em dólares, quem sabe o que seria o número. 200 bilhões? Eu não faço ideia.

A ciência é bastante clara de que todo esse consumo de pornografia é ruim para o cérebro — pode até encolher ele, de acordo com alguns estudos. É ainda pior para o seu casamento, com a chance de se divorciar se você usar pornografia. Existe também um vínculo muito claro e estabelecido entre predadores sexuais e pornografia. Não é que assistir pornografia automaticamente o transformará em um predador, mas não é coincidência que os estupradores e os pedófilos comecem sempre com a pornografia. Você teria dificuldade em encontrar um criminoso sexual em 2017, que não começou por explorar seu “fetiche” na liberdade e no anonimato da internet. Isto é particularmente importante quando se considera alguns dos temas de pesquisa pornô mais populares: ou seja, “incesto” e “adolescentes”.

Você pode ler os estudos e as estatísticas que forneci nos links acima. Mas você não precisa estudar a questão amplamente para descobrir se quatro bilhões e meio de pornografia é saudável para seres humanos individualmente e para a sociedade humana como um todo. Também não leva um detetive ou um cientista para ver como um homem que gasta horas do seu dia se entregando a fantasias sexuais perversas pode um dia trazer essas fantasias para o “mundo real”. Se você gosta da versão simulada de algo, significa que, obviamente, há algo sobre a coisa em si que você gosta. Ver pornografia de estupro não faz de você um estuprador, mas faz você ser o tipo de pessoa que encontra algo tentador no estupro. Ver pornô onde a mulher é deliberadamente feita para parecer uma garota da escola não faz de você um pedófilo, mas faz você o tipo de pessoa que fica excitado pela pedofilia.

Mas mesmo que a maioria das pessoas assista a pornografia regular, consensual, adulto-adulto, o que elas gostam no sexo, o que elas veem na tela? Bem, eles gostam de como isso lhes dá prazer. É isso aí. O espectador pornô não se preocupa com nenhum outro aspecto do sexo. Pornografia rompe completamente do ato sexual qualquer noção de amor ou dignidade. O sexo é usado como um produto, e a humanidade da pessoa do outro lado da câmera não são levados em consideração. Elas são apenas objetos a serem consumidos. A experiência de pornografia é um design vazio, oca, sem vida e desumanizante.

É isso que nos alimenta. Quatro e meio bilhões de horas disto. Uma vida inteira disso. A criança média começa a assistir a pornografia em torno de 10 ou 11 anos (numa perspectiva otimista, penso eu). Ela é alimentada com uma dieta constante de amortização de almas, pornografia hardcore destruindo empatia ao longo de seus anos formativos. Muito antes de ter um momento físico íntimo, real e íntimo com uma mulher, ele já viu mulheres de todos os ângulos e posições imagináveis. Ele está entediado com a figura feminina nua sem ter testemunhado pessoalmente. Ele nunca teve a chance de uma relação sexual saudável porque ele esteve em estado de saúde, simulado desde a puberdade.

Muitos jovens estão buscando prescrições para Viagra por causa de uma praga misteriosa de início precoce de “disfunção erétil”. Não é um mistério. Eles não conseguem ficar entusiasmados com o sexo normal, com pessoas, porque estão entorpecidos e dessensibilizados de toda a pornografia. E o problema piora ao longo do tempo, pois eles procuram pornografia mais estranha e mais esquisita para se excitar novamente. Você não precisa ser um gênio para ver como, através deste processo, a pornografia pode levar um homem decente e transformá-lo em um predador de sexo. Isso acontece o tempo todo.

Não estou criando desculpas para ninguém. E eu percebo que muitos dos predadores sexuais atualmente nas notícias não cresceram assistindo pornografia da internet de qualquer maneira. O que estou dizendo é que essa onda atual não é nada em comparação com o que está no horizonte. O primeiro passo para se tornar um predador sexual é ver o sexo como um exercício totalmente egoísta. O próximo é negar a humanidade e a dignidade da outra pessoa envolvida. O estágio final é desenvolver um fetiche para o estranho e o depravado. Nossa cultura de pornografia leva as pessoas através dos três estágios rapidamente e em uma idade muito jovem. Nossa sociedade é agora como uma correia transportadora onde os degenerados narcisistas estão vindo aos montes a cada dia.
Você acha que está mal agora. Cuidado, pode piorar!

Tradução de Yatahaze.

>Ver artigo original.

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Comentarios:

AlphaOmega Captcha Classica  –  Enter Security Code
     
 

*