Gerir emoções em épocas festivas
(Quebrar o Silêncio)

Gerir emoções em épocas festivas

As épocas festivas podem ser momentos emocionalmente fortes, motivadoras de sentimentos difíceis de gerir.

Nesta época, é comum haver aproximação de familiares e amigos, com reuniões à volta da mesa, que podem levar a encontros menos desejados.

Gerir a forma como se lida com as diferentes vontades, ideias e formas de estar que se reúnem à volta da mesa nem sempre é tarefa fácil, e exige alguma capacidade de gestão emocional, acompanhada de alguma assertividade.

DESENCADEADORES PARA OS HOMENS SOBREVIVENTES
No caso dos homens sobreviventes, e uma vez que a maioria dos agressores sexuais são familiares ou pessoas próximas, isto pode implicar ter que conviver com o agressor(a) ou com familiares e amigos que têm conhecimento do abuso ou que possam mesmo ter sido coniventes com esse abuso.

Esta situação pode causar desconforto e motivar emoções difíceis de gerir, pelo que, não sendo possível evitar a convivência, é importante saber o que pode fazer para se sentir melhor ou mais confortável.

Se sentir que está a ser difícil lidar com as diferentes emoções, experimente respirar fundo e evite agir sobre o que sente num momento em que os pensamentos podem estar num turbilhão. Tenha presente que o controlo da situação é seu e que tem liberdade para se afastar do espaço a qualquer momento. Em certos casos, também pode ser positivo ter uma pessoa de referência por perto, alguém com que se sinta seguro e que possa procurar para alguma companhia e conforto.

PARTILHAR A HISTÓRIA DE ABUSO EM ÉPOCAS FESTIVAS
Se não tiver partilhado com a sua família ou com alguém em particular a situação de abuso por que passou, e decidir que este é o momento em que o vai fazer, sugerimos que encontre um local seguro, confortável e onde esteja à vontade para falar — sem pressas e sem preocupações que outras pessoas possam ouvir. Depois deste momento de partilha, e porque este processo pode estar carregado de emoções e sentimentos intensos, pode ser importante tirar uns minutos para si, num espaço seguro que lhe permita organizar as ideias, perceber o que está a sentir e valorizar o acto de coragem e de força que foi partilhar a sua história.

Se se sentir capaz, aproveite o momento, tente valorizar o tempo que passa com aqueles que lhe são queridos e aproveite as coisas boas que o rodeiam, mesmo que possam parecer difíceis de identificar.

>Ver artigo original.

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Comentarios:

AlphaOmega Captcha Classica  –  Enter Security Code
     
 

*