Número de professores punidos por assédio sexual bate recorde no Japão (ipc.digital)

Número de professores punidos por assédio sexual bate recorde no Japão

Um número recorde de 226 professores de escolas públicas foram punidos por má conduta sexual, incluindo abuso sexual e assédio no exercício de 2016, com 129 deles sendo demitidos.

O ministério da educação, publicou as estatísticas no dia 27 de dezembro como parte de uma pesquisa mais ampla sobre recursos humanos nas escolas públicas.

Dos 226 professores disciplinados por má conduta sexual, principalmente das escolas primárias, secundárias e secundárias, 223 eram do sexo masculino e três eram do sexo feminino.

Das 226 vítimas, 109 eram estudantes nas escolas nas quais os professores trabalhavam.

Em alguns casos, professores demitidos conseguiram ser empregados por uma escola em outra região.

O ministério está planejando estabelecer uma base de dados on-line sobre aqueles que foram demitidos, para permitir que os conselhos de educação locais selecionem melhor seu futuros funcionários.

o ministério também está discutindo a possibilidade de compartilhar informações sobre professores disciplinados usando o sistema já existente, de gerenciamento de licenças do professor e que pode gerar um gasto de 23 milhões de ienes para o ano fiscal de 2018, caso for aprovado.

A pesquisa também revelou que 28 professores foram punidos pelo tratamento inadequado em casos de bullying entre estudantes.

>Ver artigo original.

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Comentarios:

AlphaOmega Captcha Classica  –  Enter Security Code
     
 

*