Ben Vereen, astro da Broadway, se desculpa após ser acusado de assédio sexual no musical ‘Hair’ (G1)

Ben Vereen, astro da Broadway, se desculpa após ser acusado de assédio sexual no musical 'Hair'


Atrizes dizem que ele forçou beijos e as despiu na montagem em que foi diretor, em 2015. Vereen alega que queria reproduzir temas da peça, mas que isso não serve de desculpa.

O astro da Broadway Ben Vereen, de 71 anos, divulgou nesta sexta-feira (5) um pedido de desculpas após ter sido acusado de ter comedido assédio sexual na época em que dirigiu uma montagem de “Hair” em 2015.

Em entrevista ao jornal “New York Daily News“, duas mulheres alegam que foram abraçadas e beijadas à força, despidas durante um exercício de atuação e convidadas para “ensaios privados” com o ator, diretor e cantor americano.

Ele também também teria feito comentários degradantes sobre o peso, o poder de atração sexual e as vidas privadas das atrizes. Indicado ao Tony por “Jesus Christ Superstar” e ganhador do prêmio por “Pippin“, Vereen publicou uma nota em seu perfil no Twitter na qual diz:

“Gostaria de me desculpar diretamente com as integrantes do elenco feminino do musical ‘Hair’ por minha conduta inapropriada quando dirigi a produção em 2015. Embora minha intenção fosse criar, durante o processo de ensaio, um ambiente que reproduzisse os temas do musical, percebi que a minha conduta, não minhas intenções, são relevantes aqui. Então, não vou arrumar nenhuma desculpa, porque a única coisa que importa aqui é reconhecer e pedir desculpas pelos efeitos da minha conduta sobre as vidas dessas mulheres”.

De acordo com a acusação, Vereen convidava atrizes para o seu apartamento, onde fazia as citadas propostas sexuais. O espetáculo estava em cartaz no Venice Theatre, na Flórida.

As conversas e condutas inapropriadas durante os ensaios envolviam atores e atrizes nus. “Hair” tem uma cena famosa em que o elenco aparece sem roupa, e o próprio Ben Vereen participou da montagem original da Broadway, no final dos anos 1960.

No fim de seu texto com o pedido de desculpas, ele diz que o acerto de contas com sua “conduta do passado” deve se refletir “em todas as minhas interações futuras, não apenas com mulheres, mas com todos os indivíduos”.

Também afirma esperar que as vítimas encontrem um modo de “aceitar minhas sinceras desculpas e me perdoem”.

>Ver artigo original.

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Comentarios:

AlphaOmega Captcha Classica  –  Enter Security Code
     
 

*