James Franco é acusado de assédio sexual
(Terra Brasil)

James Franco é acusado de assédio sexual

Ally Sheedy, atriz de Clube dos Cinco, iniciou a corrente de denúncias contra o ator e diretor.

O momento de destaque de James Franco na premiação do Globo de Ouro, de onde ator e diretor saiu vencedor do Prêmio de Melhor Ator em um Filme de Comédia/Musical por Artista do Desastre, abriu espaço para a realização de denúncias de assédio sexual contra o cineasta – e em uma triste ironia, ressaltada pelas acusantes nas redes sociais, Franco utilizava um broche do Time’s Up, fundo de apoio às vítimas de assédio sexual, durante a cerimônia.

A primeira pessoa que se manifestou contra o ator e realizador foi Ally Sheedy (Clube dos Cinco). A atriz trabalhou com Franco em uma peça no ano de 2014 – cuja trama girava em torno de um homem erroneamente acusado e preso por estupro – e, em um tuíte já deletado, disparou: “James Franco venceu. Por favor nunca me perguntem por que eu deixei a indústria cinematográfica e televisiva”. O comentário de Sheedy foi o primeiro de uma leva de outras denúncias, engrossada pelos depoimentos das também atrizes Violet Paley e Sarah Tither-Kaplan – confira abaixo:

“Belo broche do Time’s Up, James Franco. Lembra a vez em que você empurrou minha cabeça em direção ao seu pênis em um carro e a outra vez que você convidou minha amiga de 17 anos para o seu hotel? Depois de você ter sido pego fazendo isso com outra garota de 17 anos?”

“Hey James Franco, bacana o seu broche do Time’s Up no Globo de Ouro. Lembra que há algumas semanas você me disse que a cena de nudez total que você me obrigou a fazer em dois de seus filmes por US$ 100 dólares por dia não era exploração porque eu tinha assinado um contrato? Chega disso também!”

Primeira cerimônia de entrega de prêmios de Hollywood após a eclosão do escândalo de assédio sexual na indústria, a edição 2017-2018 do Globo de Ouro foi inteiramente dedicada ao novo estado das coisas no meio cinematográfico e televisivo. Marcado por um emocionante discurso de Oprah Winfrey, homenageada da noite, que realçou a importância dos corajosos testemunhos das vítimas de abuso que ajudaram a derrubar poderosos como Harvey Weinstein e Kevin Spacey e que ganharam a capa da revista Time, o evento foi frequentado por homens que não deveriam estar ali, segundo a jornalista e crítica Margaret Lyons e a atriz Zoe Kazan:

“Outro Poderoso Homem de Hollywood será acusado de algo grotesco, e sua foto oficial mais recente será de hoje à noite, com seu broche do Time’s Up”

“Sou a favor da solidariedade e de protestos visíveis mas definitivamente há pelo menos um homem naquela sala usando um broche do Time’s Up que é o exato oposto de um aliado”

James Franco – que participou de uma esquete, no último mês de dezembro, do Saturday Night Live que condenava os assédios sexuais e defendeu o movimento das denúncias nos bastidores do Globo de Ouro – ainda não se pronunciou quanto às acusações realizadas contra ele.

>Ver artigo original.

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Comentarios:

AlphaOmega Captcha Classica  –  Enter Security Code
     
 

*