Odette Delacroix fala sobre as dificuldades da indústria pornográfica (PressX)

Odette Delacroix fala sobre as dificuldades da indústria pornográfica

Devido a uma série de mortes de atrizes pornográficas nos últimos meses, a atriz pornográfica fetichista Odette Delacroix resolveu revelar algumas das condições e dificuldades do meio.

As mortes das atrizes Olivia Nova (20), August Ames (23), Yuri Luv (31) e Shyla Stylez (35) têm provocado uma onde de curiosidade acerca do mundo da pornografia, e começaram inadvertidamente um novo debate sobre as condições na indústria.

Sabe-se que August Ames sofreu de depressão e bullying online, e acredita-se que Yuri terá morrido de uma overdose.

Face a este cenário, Odette desvendou alguns dos problemas que as atrizes enfrentam, e como tanto o público, como a indústria, não têm preocupação com o seu bem-estar. Tanto homens como mulheres a trabalhar em frente às câmaras têm receio de falar sobre os seus problemas – sejam de ordem mental, consumo de drogas, ou problemas de ordem alimentar – por terem medo de não serem contratados para alguns filmes.

“Elas todas estavam a fazer bastante dinheiro, tinham montes de fãs – logicamente, deveriam estar felizes.

“Assim como eu, a August também lutava com depressão e tentámos vários tratamentos. Também sofreu muito bullying online por causa das operações cosméticas – o preconceito com o envelhecimento deixava muita gente preocupada sobre se ela estaria a envelhecer [para o standard da indústria].”

”A Yuri também era deslumbrante e bem-sucedida mas confessou que detestava como uma rapariga de 18 anos ficava com o seu trabalho – apesar de ela ter as aptidões e das outras aparecerem sob o efeito de drogas”.

>Ver artigo original.

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Comentarios:

AlphaOmega Captcha Classica  –  Enter Security Code
     
 

*