Cidadão de 40 anos acusado de violar filhas
(Jornal de Angola)

Cidadão de 40 anos acusado de violar filhas

Os casos de violações sexuais têm nos últimos tempos aumentado em algumas províncias do país, fundamentalmente em Luanda, daí o apelo da Polícia Nacional no sentido dos país exercerem um maior controlo sobre os filhos.

André da Costa | Foto de Adobe Stock Images

O cidadão Borges Vicente, 40 anos, acusado de violar cinco filhas, no bairro Capalanca, município de Viana, onde residia, vai ser apresentado hoje à imprensa pelo Comando Provincial de Luanda da Polícia Nacional.

O porta-voz do Comando Provincial de Luanda da Polícia Nacional, intendente Mateus Rodrigues, confirmou a detenção do violador e disse que o processo corre os trâmites legais junto do Ministério Público, para posteriormente ser encaminhado ao tribunal para julgamento.

O caso tornou-se público através de uma denúncia feita por uma das filhas, de 15 anos, que se encontra grávida, a um programa televisivo. Apavorada com a situação, a menor solicitou apoio das autoridades no sentido de localizar a sua mãe biológica, que alega não conhecer. Borges Vicente encontra-se detido na Comarca de Viana, em Luanda. Por outro lado, o Comando Provincial da Polícia Nacional desencadeou uma operação no sentido de devolver a paz e a tranquilidade aos cidadãos.

Abusos sexual
Os casos de violações sexuais têm nos últimos tempos aumentado em algumas províncias do país, fundamentalmente em Luanda, daí o apelo da Polícia Nacional no sentido dos país exercerem um maior controlo sobre os filhos.

O porta-voz do Posto de Comando Principal de Segurança da Quadra Festiva, o comissário Caetano Quiar, disse ter registado, nos últimos dias, um aumento das violações em que as vítimas são, na sua maioria, jovens com menos de 17 anos. Os estupro ocorreram maioritariamente no seio familiar e de pessoas conhecidas.

Durante a quadra festiva, ou seja, entre os dias 24, 25 e 31 de Dezembro até ao dia 1 de Janeiro, o Comando Geral da Polícia Nacional tomou conhecimento de 35 violações sexuais, 26 dos quais foram esclarecidas. Houve a detenção de 26 indivíduos nas províncias de Luanda, Malanje, Cabinda, Cuanza-Sul, Cunene, Bengo, Huambo, Huíla, Moxico e Cuanza Norte.

De acordo com a Polícia Nacional, entre as vítimas estão 14 menores cujas as idades vão dos três aos 17 anos. Caetano Quiar explicou que das 35 violações, 15 foram cometidas por pessoas desconhecidas e outros 20 por pessoas conhecidas das vítimas.

>Ver artigo original.

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Comentarios:

AlphaOmega Captcha Classica  –  Enter Security Code
     
 

*