Os homens são responsáveis ​​por parar a agressão sexual. Não mulheres. HOMENS.
(Steven Singer/Yatahaze Kayasuma/Medium)

Os homens são responsáveis ​​por parar a agressão sexual. Não mulheres. HOMENS.

Texto de Steven Singer.

Quase 99% dos agressores sexuais são homens.

Então pare de culpar as mulheres pelas agressões sofridas.

Não são as roupas que elas usam, a maneira como elas modelam seus cabelos, as palavras que elas dizem, ou a pele que elas estão mostrando que fazem com que os homens as ataquem sexualmente.

É uma escolha feita por homens.

Homens. Maridos. Filhos. Namorados. Irmãos. Sobrinhos. Tios. Colegas de trabalho. Treinadores. Patrões. Total desconhecidos com pênis eretos.

Esse é o fator-chave — um pênis.

Então pare de culpar a vítima por ser vitimada. E pare de deixar os homens fora do gancho com cada desculpa estúpida tentando tapar o sol com uma peneira.

É hora de homens como eu assumirem a responsabilidade.

A mera posse de genitália masculina não torna impossível resistir aos impulsos sexuais. Nem a inculturação como homem em uma sociedade patriarcal determina nossas decisões — mesmo que as influencie.

Certo. Vivemos em um mundo de masculinidade tóxica. O sentimento “Meninos sempre serão meninos” dominará a paisagem social. Mas isso não é o que realmente faz o estupro e o assédio.

Somos nós. Homens individuais.

Somos responsáveis ​​por nossas próprias ações.

E se ver que está sendo um completo idiota, pare e respire.

Você realmente quer argumentar que os homens não são responsáveis ​​por si mesmos? Nós, como homens, somos realmente um gênero tão fraco e passivo que não nos qualificamos como agentes em nossas próprias vidas?

Gostaria de propor que sejamos melhores do que essa justificativa. Os homens não são piores que os animais. Estamos pensando, sentindo, somos seres humanos que — quando apresentados com uma oportunidade de se envolver em assédio ou violência -, podem escolher não fazer isso.

O livre arbítrio não termina com uma ereção.

Há muitas coisas que podemos fazer com isso. O estupro é apenas uma delas.

Vou deixá-lo em um pequeno segredo.

Você quer conhecer a razão REAL que tantos homens escolhem violência sexual?

Porque nós podemos.

A maioria dos infratores sexuais são homens brancos — quase 6 em 10 .

A maioria não foi abusada sexual ou fisicamente na infância.

Eles são apenas pessoas que se aproveitam do poder que muitas vezes é livre de consequências.

Em suma, a sociedade nos permite fugir das responsabilidades.

Quando os homens sabem que ninguém vai responsabilizá-los, alguns agem de acordo.

A presença de álcool e pornografia violenta aumenta a probabilidade de violência sexual, mas a falta de repercussões é o motivo número um.

Nós percebemos que as vítimas não vão falar, e se elas fizerem, elas não serão ouvidas. O encobrimento é empilhado contra os sobreviventes de violência sexual e em favor dos perpetradores.

Você não precisa de um estudo do National Sexual Violence Resource Center para provar isso — mas está lá.

Isso apenas mostra o quanto de uma ação racional e fundamentada é a violência sexual.

Não é algo feito por um impulso animal incontrolável. É o resultado de uma análise custo-benefício.

É por isso que todas essas histórias #MeToo são tão poderosas.

As mulheres em todas as mídias sociais estão se apresentando e admitem que a violência sexual mexeu com suas vidas. E vemos que a maioria das mulheres em nossas vidas é afetada. Pela primeira vez, o alcance do problema está se tornando visível.

O terreno está tremendo sob o patriarcado. E, como homem, estou tão aliviado.

É absolutamente nojento que muitos homens não se importam com o consentimento.

Eles agem como se os corpos das mulheres fossem deles para fazer o que quiserem. Aperte-os, agarre-os, examine-os, discuta-os como meros objetos de nosso prazer pessoal. É apenas um homem certo.

Foda-se, cara.

Ah, sério.

Eu não sou uma pessoa perfeita. Eu certamente me envolvi em um comportamento inadequado — especialmente quando era adolescente -, mas sempre respeitei o consentimento.

E se houver em algum momento em que eu cruzei uma linha, me avise. Me responsabilize. Me trate como uma pessoa real — não como uma criança encoberta, um macaco que não pode deixar de jogar sua própria merda.

No entanto, também muitas vezes param por aí. Nós desafiamos as mulheres a nos nomear em um local onde temos todas as vantagens. Isso precisa parar.

Parar o abuso sexual não pode ser apenas responsabilidade das mulheres. Na verdade, não é responsabilidade delas.

É nosso. É do homem.

Caras como eu, têm que sair das sombras e tomar nosso lugar na vanguarda desta luta.

Nós causamos essa bagunça. Cabe a nós limpá-la.

Isso significa nomear o sexismo. Não mais engasgando com os caras desconfortavelmente em público e depois o condenando em particular.

Isso significa exigir tratamento igual para as mulheres. Igualdade de remuneração, assistência à infância, cuidados de saúde reprodutiva. Acesso fácil à contracepção, mamografias, ginecologistas e cuidados neonatais.

Isso significa ensinar nossos filhos e filhas , mas especialmente nossos filhos — o que o consentimento é, e por que é importante e como saber se você conseguiu.

E isso significa reconhecer que as mulheres são tão seres sexuais quanto os homens. Não há mais padrões duplos, não definindo as mulheres como um reflexo dos homens e do desejo masculino.

Isso não acontecerá da noite para o dia.

Isso exigirá compromisso e força.

Mas podemos fazê-lo.

Por quê?

Porque somos homens.

E se tentarmos, podemos ser tão fortes, tão responsáveis, tão humanos quanto as mulheres.

Texto em inglês: Men Are Responsible For Stopping Sexual Assault. Not Women. MEN. Tradução Yatahaze

>Ver artigo original.

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Comentarios:

AlphaOmega Captcha Classica  –  Enter Security Code
     
 

*