Kate Winslet se diz arrependida de ter trabalhado com certos ‘homens poderosos’ (O Globo)

Kate Winslet se diz arrependida de ter trabalhado com certos 'homens poderosos'

Atriz atuou em filmes de Roman Polanski, condenado por crime sexual, e Woody Allen, acusado de assédio sexual

Por: O Globo | Foto: Divulgação

RIO — Durante discurso sobre assédio sexual em Hollywood, a atriz Kate Winslet demonstrou, neste fim de semana, arrependimento de ter trabalhado com certos “homens poderosos”.

Apesar de não ter mencionado nomes, a revista “Variety” afirmou que ela provavelmente se referia aos diretores Roman Polanski, condenado por crime sexual, e Woody Allen, acusados de abuso.

Kate Winslet atuou em “Deus da carnificina” (2011), de Polanski, e, mais recentemente, em “Roda gigante” (2017), de Allen.

“Há diretores, produtores e homens poderosos que, durante décadas, foram premiados e celebrados tanto pela indústria quanto pelo público. Para falar a verdade, vários atores viram suas carreiras nascer graças a papéis em filmes dessas pessoas”, disse a atriz, emocionada, durante a cerimônia de premiação da Associação de Críticos de Londres (assista ao vídeo abaixo).

“Por muito tempo, a mensagem que recebemos era a de que tratava-se de um privilégio ser contratada por esses homens. Nesse momento em que as mulheres marcham em todo o mundo, unindo-se para falar sobre assédio e abuso, percebi que eu não poderia estar aqui nesta noite e conter certos arrependimentos amargos que tenho por ter feito a má escolha de trabalhar com esses indivíduos”, completou a artista.

Polanski declarou-se culpado pelo estupro de uma garota de 13 anos, em 1979, mas deixou os Estados Unidos antes de ser condenado. Ele ainda é acusado de outros quatro estupros. Já Allen é acusado de abusar sexualmente da filha adotiva, Dylan Farrow, o que ele nega.

Em dezembro, Kate Winslet havia elogiado a capacidade artísitca de Allen e falou com animação sobre o tempo em que trabalhou com ele, evitando comentar diretamente as acusações contra o cineasta.

As declarações feitas neste fim de semana surgem após vários outros atores — entre eles Timothée Chalamet, Rebecca Hall, Colin Firth e Greta Gerwig — declararem que se arrependem de ter trabalhado com Woody Allen.

>Ver artigo original.

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Comentarios:

AlphaOmega Captcha Classica  –  Enter Security Code
     
 

*