Frank Honess

“Minha visão de sexo era totalmente distorcida”, diz cristão libertado da pornografia

Frank Honess conta que seu antigo vício em conteúdos sexuais tomavam seu tempo, sua mente e seus relacionamentos.

Fonte: Guiame

Frank Honess aprendeu uma lição e carrega uma certeza: a vida é muito melhor sem a pornografia. Seu antigo vício em conteúdos sexuais tomavam seu tempo, sua mente e seus relacionamentos.

Depois que Frank se recuperou de seu vício, sua vida experimentou uma virada. “Quando penso nos 13 anos em que eu era viciado, percebi que a pornografia me proporcionava uma mentirosa sensação de segurança e fuga das pressões diárias”, disse ele no site do ministério XXX Church.

Na época em que Frank estava viciado em pornografia, ele ainda se considerava um cristão. No entanto, ele percebeu que seu cristianismo não era real, porque sua satisfação estava na pornografia e não em Deus.

“Eu não tinha uma saída para as lutas que estavam em meu coração e na mente”, confessou. “Minha perspectiva de amor e minha visão do sexo oposto foram totalmente distorcidas. Minha capacidade de sentir os efeitos do meu pecado tinha sido completamente queimada. Eu estava vivendo uma mentira que eu chamava de vida”.

Sua transformação aconteceu somente quando ele percebeu que a verdadeira intimidade vem através de um relacionamento com Deus. Quando Frank se rendeu a um relacionamento com seu Criador, ele começou a desenvolver uma maneira saudável de lidar com seus sentimentos de estresse, raiva, solidão e cansaço.

“Hoje, a mudança continua acontecendo em minha vida, porque a recuperação do vício do sexo é uma maratona, e não uma arrancada”, disse Frank. “Eu continuo me protegendo na internet e continuarei sempre crescendo em intimidade com Aquele que me chama Seu Amado”.

Segundo o pastor Craig Gross, a maioria dos viciados em pornografia não navegam na internet com o objetivo de pesquisar conteúdos sexuais. Isso ocorre por meio dos “clickbaits”, também conhecidos por sua tradução para o português “isca de cliques”.

Devido a isso, o pastor alerta as pessoas a estarem serem inteligentes em relação ao conteúdo online. “Esses anúncios quase me pegaram. É provável que tenham pego você ou aqueles que você ama, disse Gross.

>Ver artigo original.

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail