Publicações RBC – Quando não podemos parar

Maria está obcecada por comida. Por anos, ela tem comido e vomitado o que comeu, chegando a 20 ou mais vezes ao dia. A sua rotina compulsiva parece tervida própria. Bill tem um amor e a sua esposa não sabe de nada. Como adolescente curioso, ele descobriu as revistas Playboy e Penthouse. Quinze anos mais tarde, ele acha os 900 programas noturnos da TV irresistíveis. O seu modem de computador lhe dá fácil acesso à pornografia, no espaço cibernético e na Internet.

Carla perdeu a sua sobriedade com o álcool. Ela não costumava beber cerveja no bar local. Ela bebia no seu quarto. Ninguém da família suspeitava de seu problema. Ela só bebia quando o seu marido estava trabalhando e as crianças estavam na escola. Ela pensou que não era algo tão sério, até que ficou grávida de novo e tentou parar, pelo bem do bebê …

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail